Atendimento Humanizado

Humanização no atendimento e estímulo ao parto normal.

Humanização

Fruto de um planejamento de longo prazo, iniciado há 10 anos, com a contratação de cinco enfermeiras obstétricas, a humanização no atendimento é uma das marcas da Gota de Leite. Hoje, a equipe conta com sete enfermeiras obstétricas, uma fisioterapeuta que atua no pré-parto e durante o trabalho de parto e um corpo clínico formado por 92 médicos.

Tudo é feito para que as mães tenham total assistência da equipe multiprofissional. E um dos reflexos deste trabalho é o aumento do número de partos normais.   Segundo a Coordenação dos Serviços de Enfermagem, o número de cesáreas vem caindo a cada mês. A meta é que represente entre 25 a 30% dos partos.

A fisioterapeuta Paula Lopes Rojas, explicou sua atuação no pré-parto: “Trabalhamos a respiração, as técnicas de relaxamento e procuramos dar apoio às parturientes que, ao contrário do que muitos pensam, não devem ficar deitadas, mas se movimentarem para facilitar a evolução”.

A Maternidade e Gota de Leite possui alojamento conjunto para que as mães fiquem com seus filhos desde as primeiras horas. Além disso, realiza os testes da Orelhinha e do Olhinho que podem identificar doenças, rapidamente. Outra facilidade é a aplicação da vacina contra a Hepatite B, nas primeiras 12 horas de vida dos bebês, em parceria com a Vigilância Epidemiológica do município.

A maternidade incentiva o aleitamento materno exclusivo. E, em parceria com o Banco de Leite Humano, orienta as mães dando todo o suporte. Da mesma forma, foram abolidos bicos, chupetas e leites artificiais só empregados em casos prescritos pelos médicos.